quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Enquanto isso, no méxico...

Uma novela mexicana (sempre elas) resolveu que seria uma boa pra audiência abordar ~le assunto~ moda: cosplay!
Como assim, PI? Por isso que tu não tem postado vídeos? Assistindo essas lá cucarachas? Tu nunca me enganô... (¬_¬)
Seguindo o blog Mais de Oito Mil, vi esse tweet:
chegando a este post, sobre uma novela mexicana onde a protagonista e seu fiel amigo que aparentente não pega ela andam por ai de cosplay, seja comprando 1 pila de cacetinho ou indo na aula, pagando de heróis do mundo que receberam a importante missão se salvar a terra e eticétera...
Daí pilhei de procurar os episód-- capítulos de la película televisiva que achei em 2 partes essa dupla de dois que vão de Dragon Ball baixa renda com o cabelo de arranjo de mesa e uma Hatsune miku? que não deu lá muito certo, onde eles são vítimas de bullying (SEMPRE ELE) porque não curtiram a idéia de que eles resolvam sair por aí de cosplay pois, como dia a protagonista, 'não tem nada demais me vestir como eu gosto' e termina com um 'SOU NAMIKO MOON (e quase arranca o olho da vó com uma espadada) SALVADORA DO MUNDO (ou algo assim)!'
Segue assistindo, depois a gente conversa...



Assistiu? Tudo? Então respira... reflete... seja sincero(a), sem culpa...
NÃO TE DÁ UMA VONTADE DE VIRÁ DO AVESSO QUEM ROTEIRIZOU ESSA BOSTA!?
PELOAMORDOSCULHÃODOLAÇADOR! COMASSIM!?
Digam vocês, meus amigos, cosplayers e fãs de cosplayers, é isso ai?
Vocês levam seus báculos e soltam pockets nos outros?
Longe de mim fazer apologia a violência, sério, mas tocar um tijolo 6 furo num produtor mexicano seria ou não um protesto plausível? /sarcasmo
Porque enquanto uns riem 'Ah mas isso não tem nada a ver!' isso vai influenciar no conceito de quem vê de fora que nós somos muito sem noção MESMO. É como aquele zé que sai da seção de rpg achando q é um bárbaro e que vai ganhar xp dando voadora nas pessoas (e não venham dizer que tô exagerando, porque essa porra existe, esse tipo de gente EXISTE).

Dissertem ali embaixo☟

 
Design by Gabriel Ziks